Em operação inusitada, blindados do Exército são transportados por ferrovia

 

blindados

Acostumada a escoar grãos, açúcar, aço entre outras comoditties país afora por meio de suas ferrovias interligadas a portos e terminais, a VLI desta vez deparou-se com um desafio inédito: transportar blindados do Exército Brasileiro. A inusitada ação foi realizada em 31 de agosto, quando os trens da empresa carregaram 7 veículos de guerra de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, onde há um batalhão do Exército, até Brasília, onde os carros participarão das festividades de 7 de setembro, Dia da Independência.

Os blindados transportados são do modelo Guarani, considerados os mais modernos utilizados pelo Exército. Fabricado em Sete Lagoas (MG), possuem tecnologia 100% nacional e são parte estratégica do Plano de Articulação e Equipamento de Defesa do país.

Para transportar os blindados, a VLI utilizou quatro vagões-plataforma, o mais adequado para este tipo de operação. Apesar de ser um carregamento diferente dos realizados habitualmente, a empresa não precisou fazer grandes adaptações de estrutura para cumprir a missão com segurança.

Uma das poucas adaptações implantadas foi a rampa de aço para o acesso dos blindados às plataformas. A partir do momento que os Guaranis estavam acomodados, foram fixados nos vagões com cintas específicas para amarração de cargas pesadas. Estas cintas envolveram as rodas que compõem cada blindado, e depois presas em ganchos com catracas para aperto.

Todo este processo de embarque durou cerca de 4 horas, com a operação sendo concluída totalmente em pouco mais de 24 horas. O trem, que circulou a uma velocidade máxima de 35 km/h, chegou à capital federal na manhã de quinta-feira (1/9).

Leia mais: http://www.abifer.org.br/Noticia_Detalhe.aspx?codi=20792&tp=1